Mulheres ganham espaço no mercado de trabalho

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

VOCAÇÃO – Garantia de Sucesso Profissional

Diante de um mercado de trabalho cada vez mais exigente e competitivo, cresce a preocupação dos pais com a carreira profissional dos filhos, gerando ansiedade e medo em relação ao futuro; levando os pais a direcionarem os filhos para aquelas carreiras que lhes parecem oferecer melhores oportunidades de retorno econômico.Neste processo, os pais são influenciados pela visão tradicional de algumas carreiras mais antigas como a medicina, o direito e a engenharia, como se elas, por si só, fossem uma garantia de sucesso profissional; ou pelas profissões que vêm ganhando espaço no mercado de trabalho, como a informática; ou, ainda, reagem assustados diante do sonho juvenil com uma carreira esportiva, jornalística ou artística, as quais conseguiram vencer os inúmeros preconceitos que enfrentaram no passado e se afiguram, hoje, como uma possibilidade de realização. Divididos entre estes extremos, os pais ficam sem saber como orientar seus filhos.O fato de que os estudantes sejam obrigados a uma definição profissional cada vez mais precoce, pelo término do segundo grau, é outro fator que vem acentuar o problema, fazendo com que o jovem seja submetido a fortes pressões ambientais e cobranças no sentido de uma escolha profissional “certa” e “definitiva”. Este caráter de escolha definitiva, muitas vezes resultante do alto investimento feito na formação do futuro profissional, acaba produzindo um grau insuportável de stress. Vista por esses ângulos, a escolha profissional torna-se realmente uma escolha difícil, onde o futuro aparece cheio de incertezas. É um posicionamento que leva em consideração apenas os fatores externos de oportunidades de mercado, ignorando a vocação, o talento e a aptidão dos jovens; uma espécie de chama interior que o direciona para uma determinada atividade. _Mas somente a vocação seria suficiente para determinar uma boa escolha?, indagam os pais, ainda mais assustados. Quantas vezes o jovem se entusiasma por uma atividade, para mais adiante desistir dela facilmente! Como ajudar os filhos a alcançarem uma escolha profissional correta?

3 comentários:

Christiane Maciel disse...

Olá Antonio. Parabéns pelo blog, está muito interessante.Aceitar a vocação dos nossos filhos ao invés de tentar encaminhá-los para carreiras tradicionais, que supostamente são mais reconhecidas e recebem melhores remuneraçoes, é algo primordal, uma vez que o contrário pode causar uma certa frustação e descontentamento. É de suma importância saber respeitar a escolha deles, mesmo que muitas vezes eles mesmos descubram que não foi a ideal, uma vez que ainda são jovens e podem arriscar, escolher e até mesmo errar.
O texto "Garantia de Sucesso Profissional" poderia ser usado como um guia para famílias que estão passando por esse momento.

Christiane Maciel disse...

Olá Antonio! Parabéns pelo blog,
essa discussão é algo realmente muito interessante. Alguns pais tem dificulade para aceitar carreiras atuais no lugar daquelas mais tradicionais que, supostamente, recebem melhores remunerações. Impor carreiras tradicionais aos nossos filhos é algo que pode lhes trazer frustação e descontentamento, por toda sua vida; devemos sim aconselhá-los e entender que eles são jovens, podem, tentar, arriscar e até mesmo errar, até que sua real vocação seja descoberta.

Christiane disse...

Olá Antonio! Parabens pelo blog, o assunto é muito interessante.
Alguns pais têm dificuldade de aceitar carreiras mais atuais no lugar daquelas tradicionais, que supostamente recebem melhores remunerações. Impor carreira tradicional aos nossos filhos é algo que pode lhes trazer frustrações e descontentamentos, devemos sim aconselhá-los e entender que são jovens, podem e devem, tentar, arriscar e até mesmo errar, até que sua real vocação seja descoberta.

É Preciso Oferecer Orientação Vocacional nas escolas?

Enquete: Profissionais e/ou cidadãos

Claudionei Costa disse: "Apenas que é preciso aproximá-lo do mercado de trabalho e desenvolver competências para esta realidade. ... Formar o cidadão é uma grande responsabilidade e precisamos pensar para além do currículo."

Leia a postagem "A Escola e o Mercado de Trabalho" na íntegra neste blog. E vote em nossa enquete! Desejamos saber sua opinião.

Em que proporção os currículos escolares devem visar tais objetivos ?

A Escola deve se preocupar em formar Cidadãos ou Profissionais ? Parte 01

Olá! Como podem ver, nossa enquete não registrou votos expresivos. Mas os dois únicos votantes escolheram "maior para formar cidadãos". Parabenizamos estes!
Em nossa simples observação cotidiana percebemos que a sociedade não está "deseja" de discuir essa questão. Talvez porque haja outras "prioridades" disputando espaço. Ou será que a hierarquia de valores que a sociedade aceita mudou muito?
Você pode perguntar que ligação pode haver com orientação vocacional? Analise algun fatos:
1- Um jovem promotor atirou em dois rapazes que "desarmados" teriam "mexido" com sua namorada quando esta passeavam consigo numa calçada.
2-Erros médico se tornam comuns, a cada dia e permanecem impunes.
3-Jovem mata namorada após mantê-la em cárcere privado.
Quer mais exemplos?